BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS

domingo, 9 de maio de 2010

O SÍTIO EM ARARAS

Meu irmão mora no interior de São Paulo na cidade de Araras (Coordenadas GPS: 22°21'27.84"S, 47°23'5.81"O), e na época como era feriado de páscoa ele alugou um sítio com piscina, campo de futebol e chamou toda nossa galera aqui de São Paulo para irmos até lá e aproveitar o feriado.


T odos nós fomos para o sítio. Ao todo éramos 15 pessoas mais as pessoas que meu irmão havia convidado lá da cidade para a bagunça. Sei que rolou muita bebida, zueira. A galera ficou bêbada e foi uma bagunça enorme.

O sítio era muito bonito, sendo que a parte da frente era toda gramada onde tinha logo depois da entrada um campo de futebol, depois havia um cercado de mato e logo em seguida a grande piscina e a casa ficava logo atrás de tudo e atrás da casa havia uma cerca e depois desta cerca só se via mato era praticamente uma mata fechada.
No 3º dia de estadia no sítio comecei a me sentir mal, incomodada pois era muita bebida que tava rolando e eu comecei a me preocupar e sentir uma sensação estranha.

Na noite do 3º dia o pessoal decidiu ir para o centro da cidade em algum bar ou balada pra ver um movimento.

Eu e mais 4 amigas e 2 amigos decidimos ficar por lá, pois estávamos cansados e eu com uma sensação estranha.

Lembro que me deitei na sala de estar onde tinha uma porta de entrada do sítio e uma porta lateral branca de ferro com vidros que dava para a garagem do sítio. Me deitei em um sofá ao lado de uma amiga minha e acabamos pegando no sono.

Tive então um pesadelo horrível. Acordei assustada e minha amiga ainda reclamou que eu estava me mexendo muito e foi para a cama. O estranho foi que mesmo acordada o pesadelo continuou.
No pesadelo todos estavam tramando matar uns aos outros, e eu mesma sentia o impulso de pegar uma faca e esfaquiar as pessoas que lá estavam, sendo qeu as pessoas tinham a mesma sensação e vontade que eu tinha.

Sei que isso me desesperou porque mesmo depois que acordei e minha amiga foi para a cama continuei com essa sensação e via as imagens das pessoas se atacando, era sangue, gritaria, nossa horrível.

Foi quando sentei no sofá. Era mais de 2:00' da manhã e todos estavam dormindo em colchões que estavam dispostos no chão, e me lembro como se fosse hoje que nesse momento, quando olhei para a porta lateral que dava para a garagem, vi 2 figuras tipo essas figuras de camdomblé: um homem forte negro com uma saia branca e algo cobrindo o rosto que pareceia um cortininha de pedrinhas e com um cajado na mão e uma mulher com um traje bem parecido.
lEles me olharam e riram como se gargalhassem, mas eu não ouvia o som, só via os gestos. Saí dali correndo e me juntei à minha amiga que estava dormindo no quarto.

Logo a acordei e contei o que eu tinha visto. Ela me disse que não havia visto nada mas que também sentiu uma sensação parecida com a minha, de tragédia e coisas ruins.

Então no dia seguinte aproveitamos uma carona de um de nossos amigos que estavam indo embora e fomos juntas.

Antes alertei meu irmão sobre a bagunça e sobre meu pressentimento, sendo que ele acabou entregando a chave do sítio antes do combinado, e disse que não alugaria mais aquele local pra gente ficar, pois também sentiu muitas coisas estranhas ali.

Até hoje me pergunto se a bebida, o clima da festa e a bagunça é que foram os responsáveis por atrairo aquelas coisas estranhas e aparentemente ruins para aquele local, e se teria o meu irmão e os outros que lá estavam sentido o mesmo sentimento de morte que eu e minha amiga com relação ao desejo de machucar as pessoas!
São perguntas que jamais terei resposta, mas acredito que muita bebida e coisas mundanas chamam sim energias negativas que estão a espreita esperando um vacilo para nos dominar.

0 comentários: